CONSELHOS E CUIDADOS A TER COM O SEU RELÓGIO

A arte de conservar a alta relojoaria

 
Rating: 56 %1000 with 301 votes
Published by 1428 on novembro 18 2012, 00:08.
Você gosta disto? Sim 0 Não tanto 0
  • Summary

CONSELHOS E CUIDADOS A TER COM O SEU RELÓGIO

CONSELHOS E CUIDADOS A TER COM O SEU RELÓGIO

A ARTE DE CONSERVAR A ALTA RELOJOARIA

O nosso relógio acompanha-nos ao longo da nossa vida, contando-se entre os objetos que nos estão mais próximos e frequentemente deixados para a próxima geração.

Um guardião do tempo, frequentemente a única joia nos homens,e é o objecto pessoal por excelência, aquele pelo qual, mais vezes do que pensamos, somos julgados.

MANUTENÇÃO

Enquanto um relógio de quartzo tem uma duração limitada que poderá ser superior a 10 anos em casos de gama média/alta, um relógio mecânico poderá durar várias gerações, desde que devidamente acarinhado.

A mecânica de um relógio é como a mecânica de um veículo automóvel: precisa de revisões periódicas para que se assegure a boa lubrificação dos componentes, a capacidade vedante das juntas e a eliminação de pós, sujidade e umidade.

A estanquicidade deve ser verificada todos os anos, nos casos de utilização desportiva e maior sujeição à água; com o advento dos modernos lubrificantes sintéticos, a mudança do óleo já só é efetuada a cada quatro ou cinco anos.

A especificidade da tarefa é grande e só pode ser efetuada por profissionais, e tanto esses profissionais como os bons relógios merecem o investimento que for necessário ser feito.

CONSELHOS E CUIDADOS A TER COM O SEU RELÓGIO

O PORQUÊ DA MANUTENÇÃO

O seu relógio mecânico é um instrumento de precisão sofisticado que funciona permanentemente, em condições muito diversas.

Dentro de um volume muito restrito, uma diversidade de componentes contribuem para assegurar todas as funções horárias e cronográficas.

A sua ação mecânica dá origem a um grande desgaste. A manutenção vai permitir submeter este fenômeno a um restabelecimento da lubrificação assim como a substituição dos componentes usados.

O seu relógio deve, por conseguinte, ser objecto de uma manutenção periódica para que funcione no seu melhor potencial.

O seu movimento está protegido por uma caixa, munida de juntas, para assegurar a impermeabilidade, Sob a influência de diversas ações exteriores, essas juntas desgastam-se progressivamente pelo que devem ser periodicamente substituídas.

CONSELHOS E CUIDADOS A TER COM O SEU RELÓGIO

A IMPERMEABILIDADE

Actualmente, grande parte dos relógios é estanque em diferentes graus, de acordo com os modelos.

Assim, por exposição aos agentes exteriores tais como a transpiração, água com cloro ou salgada, raios ultravioletas e cosméticos, a impermeabilidade degrada-se ao longo de tempo.

Em caso de utilização intensa em meio aquático (ex: mergulho), recomenda-se um serviço de manutenção a cada ano, a fim de garantir a impermeabilidade.

Para uma utilização ocasional em meio aquático, esta operação efetuar-se-á todos os dois anos.

De uma maneira geral, recomendo que se proceda a um controlo todos os anos, idealmente antes da estação do Verão.

Por trás de cada caixa aparece o nível de estanquicidade para o qual o relógio foi concebido, expresso em bars ou em metros, Trata-se de uma norma e não de uma profundidade de imersão absoluta.

A coroa e os pistões nunca devem ser ativados na água nem quando o relógio está molhado.
(excepto os modelos equipados com pistões magnéticos)

CONSELHOS E CUIDADOS A TER COM O SEU RELÓGIO

CONSELHOS DE UTILIZAÇÃO

Se gostamos de um relógio, devemos-lhe um mínimo de atenção para que ele possa dar-nos satisfação total, além disso, seguindo algumas regras simples, podemos optimizar a sua duração:

Ler as instruções de uso antes de qualquer utilização.

Mandar verificar a estanquicidade, no caso de o relógio ser estanque, de 2 ou de 3 em 3 anos por um relojoeiro especializado.

Não mudar o calendário quando os ponteiros se encontram entre as 22 horas e as 2 horas porque as rodas já engrenadas podem partir.

Não manipular a roda de coroa da corda e não utilizar a função cronógrafo debaixo de água e apertar bem a coroa (se for enroscada) para que a água não entre para a caixa.

Passar o relógio (estanque) e a bracelete por água doce depois de um banho de mar para eliminar a ação corrosiva do sal.

Evitar todos os desportos violentos se usar relógios não construídos para esse tipo de atividade e, de uma maneira geral, proteger o relógio contra quedas e choques.

Nunca deixar uma pilha usada no interior do mecanismo; ao oxidar, danificaria gravemente, e até mesmo irremediavelmente, o movimento.

Mesmo por um louvável desejo de curiosidade, nunca abrir o relógio. Qualquer intervenção deve ser confiada a um especialista autorizado que, geralmente, recebeu uma formação específica da parte de cada uma das marcas de relógios que representa. Encontra-se, portanto, especialmente qualificado para assegurar a manutenção no local ou, se necessário, enviá-lo-á ao centro de assistência competente.

Quer o relógio seja mecânico, quer de quartzo, deverá ser enviado periodicamente a um especialista para revisão. O mecanismo é então cuidadosamente limpo, os óleos são renovados e a estanquicidade é verificada. Em função do grau de utilização do relógio, uma frequência entre 2 e 4 anos corresponde a uma boa média para este tipo de intervenção.

Produtos gordurosos, perfumes, pó e outras partículas incrustam-se nas partes visíveis do relógio e nas articulações das braceletes metálicas. Uma passagem por água após a limpeza com água de sabão concede de novo ao objecto todo o seu brilho.

CONSELHOS E CUIDADOS A TER COM O SEU RELÓGIO

RELÓGIOS MECÂNICOS

CONSELHOS DE UTILIZAÇÃO

A vida de um relógio mecânico estende-se ao longo de várias gerações. O seu mecanismo, segundo a sua complexidade, pode totalizar centenas de peças, todas elas de formas e de dimensões diferentes.

Algumas das suas rodas, trabalhando noite e dia, podem percorrer milhares de quilómetros por ano.

Um exemplo espetacular: o balanço construído para executar 28400 alternâncias por hora, é o valor mais vulgar, totalizará cerca de 249 milhões ao fim de um ano de funcionamento.

Felizmente, o desgaste das peças móveis é mínimo graças aos apoios construídos em rubi, aos metais endurecidos pela têmpera e aos lubrificantes mais sofisticados. No entanto, como estes vão secando ao longo do tempo, torna-se conveniente proceder à sua substituição por um especialista.

A garantia oferecida pela marca abrange eventuais defeitos de fabrico que não puderam ser detectados durante o seu fabrico e os atuais 2 anos oferecidos são amplamente suficientes para se verificar se um relógio tem defeitos. Se as despesas de manutenção forem a cargo do proprietário, os trabalhos realizados sob garantia ficam a cargo da marca.

Compradores e possuidores de belos relógios podem ficar tanto mais satisfeitos se, por um lado, confiarem em marcas de alto nível e, por outro, confiarem os seus relógios aos especialistas oficiais para as intervenções que forem necessárias.

Tiramos tanto mais prazer dos nossos relógios quanto mais cuidadosamente os tratamos. Tenhamos consciência desta realidade.

CONSELHOS E CUIDADOS A TER COM O SEU RELÓGIO

CONSELHOS ESPECÍFICOS

Após imobilização, dar corda ao relógio mecânico automático com a roda de coroa antes de colocar e nunca o sacudir.

Antes de dar corda, tirar o relógio do pulso para não forçar ou até mesmo partir a haste da corda.

Depois da corda dada, não forçar a roda de coroa porque isso provocaria tensão excessiva e prejudicial na mola.

José Sousa

www.presentwatch.com

 
Source:
Basta copiar este código e cole em seu fórum ou blog para fazer uma ligação para este conteúdo
 

Semelhante ao CONSELHOS E CUIDADOS A TER COM O SEU RELÓGIO

História da Armin Strom

A história da marca de relógios Armin Strom

 
História da Rolex

A história da marca de relógios Rolex

 
DB27 TITAN HAWK

De Bethune - DB27 Titan Hawk

 
DEEP SEA CHRONOGRAPH

Jaeger-Lecoutre - Deep Sea Chronograph

 
Entrevista com Georg Bartkowiak da Grieb & Benzinger

Uma entrevista privada e exclusiva com Georg Bartkowiak para a Presentwatch